segunda-feira, 14 de abril de 2014

SBT cede à pressão da patrulha e cala Rachel Sheherazade


“Em razão do atual cenário criado recentemente em torno de nossa apresentadora Rachel Sheherazade, o SBT decidiu que os comentários em seus telejornais serão feitos unicamente pelo Jornalismo da emissora em forma de Editorial. Essa medida tem como objetivo preservar nossos apresentadores Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que continuam no comando do SBT Brasil”.
Essa foi a nota emitida hoje pelo SBT, para justificar que, a partir de agora, as opiniões firmes da apresentadora Rachel Sheherazade serão filtradas. Ao transferir a responsabilidade para o conjunto, o grupo de Sílvio Santos realmente protege a apresentadora, mas resta perguntar: a que custo?
Se ela antes tinha “carta branca” para emitir suas opiniões, será que agora o jornalismo oficial fará o mesmo? Será que haverá a mesma coragem ao denunciar os podres que ela denunciava? O jornal de opinião faz falta, até porque muitos fingem neutralidade jornalística, mas no fundo adotam uma visão ideológica. A diferença é que a visão de mundo de Rachel batia de frente com o “mainstream” nacional, com a hegemonia de esquerda.
A patrulha de esquerda é muito organizada, poderosa e estridente. Basta surgir em cena alguns jornalistas com discurso diferente para deixar a turma em polvorosa. Apesar de todo o discurso em prol da pluralidade, o fato é que nossa esquerda detesta o contraditório, acostumada a viver por tempo demais com o monopólio da mídia.
Lamento profundamente que o SBT não tenha tido a coragem de bancar a apresentadora com sua independência de emitir opiniões, por mais polêmicas que fossem. Foi uma vitória da patrulha politicamente correta, da esquerda hegemônica e autoritária, do jornalismo acovardado que domina nosso país.
Rodrigo Constantino

Fonte: Veja.com

Nenhum comentário:

R7 - Notícias do Brasil

Agazeta.Net

Band - Notícias

Band - Esporte

Notícias Bizarras

Click Jogos - Jogos Online