quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Moisés Diniz diz que ainda existe uma luz no fim do túnel, sobre demissões




Deputado diz ter uma surpresa para 2014
O deputado estadual Moisés Diniz(PC do B) considerou um fiasco a audiência, em Brasília, a favor dos 11 mil servidores contratados sem concurso público e ameaçados de demissão. Ele criticou a ausência da bancada federal. Apenas dois parlamentares compareceram.

Para Diniz, ainda existe ‘uma luz no fim do túnel’. Em todo país, 600 mil servidores estão na mesma situação. O parlamentar citou o caso de Minas Gerais e São Paulo. Em Minas, o governo estadual conseguiu manter 98 mil servidores contratados até 2006.

“Se mantiver lá, tem que manter aqui também”, disse. Os 11 mil servidores representam 30% do funcionalismo público acreano. Moisés ainda fez mistério e disse ter uma surpresa s obre o assunto em 2014.

Em relação ao mandato, Diniz comentou a polêmica ‘bolsa ar-condicionado’. O projeto apresentado pelo deputado pretende isentar o ICMS em setores essenciais da sociedade, como igrejas, além de taxa zero para quem consumir até 100 kilowatts.

“50% da população iria ser beneficiada, com isso, as pessoas podem até se planejar para ter um ar-condicionado em casa”, relatou.

Moisés Diniz falou em desmoralização da política e citou o caso Donadon como o fundo do poço. Mesmo condenado e preso, o deputado federal rondoniense não teve o mandato cassado na Câmara. A perda só ocorreu após pressão popular.

Questionado sobre as eleições do próximo ano, Diniz afirmou que o PC do B pretende chegar a um consenso da vaga única para senador. “Esperemos consenso para Perpétua[Almeida] ser a candidata ao Senado sem atropelar ninguém”, finalizou.

Fonte: Agazeta.net

Nenhum comentário:

R7 - Notícias do Brasil

Agazeta.Net

Band - Notícias

Band - Esporte

Notícias Bizarras

Click Jogos - Jogos Online