quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Candidatos serão notificados por usarem menores de idade como cabos eleitorais

Com a intensificação da campanha eleitoral, aumenta, principalmente no centro da cidade, a presença de jovens dançando, entregando panfletos e fazendo o famoso bandeiraço. Só que por trás dessa festa, pode haver um crime.

Os rostos indicam que esses jovens podem ser menores de idade. O Estatuto da Criança e do Adolescente proíbe o trabalho degradante. Os candidatos sabem, e mesmo assim, contratam essa mão de obra barata.

A procuradora do Ministério Público do Trabalho, Mariele Cardoso, mostrou que os partidos sabem que não podem contratar crianças e adolescentes para trabalhar na campanha. Em 2008, um acordo foi firmado entre o MPT e os partidos.

O Parquet vai notificar os partidos para que não descumpram o acordo e evitem uma punição. A multa por cada menor flagrado trabalhando é de R$ 8 mil.

Segundo a procuradora, os jovens são contratados como cabos eleitorais e até fiscais de urna.

“Não vamos tolerar o trabalho de menores de 18 anos nas ruas segurando bandeiras e entregando santinhos”, alertou.

São tantos jovens nas ruas que os técnicos do MPT precisam apenas de máquinas fotográficas e caderno de anotação na mão, para completarem o flagrante.

Os procuradores prometem ainda investigar as condições de trabalho dos cabos eleitorais adultos. Para ficarem na rua, eles devem ter as condições de trabalho como água e protetor solar.

FONTE: Agazeta.net

Nenhum comentário:

R7 - Notícias do Brasil

Agazeta.Net

Band - Notícias

Band - Esporte

Notícias Bizarras

Click Jogos - Jogos Online